Páginas

VÍDEOS:

Loading...

terça-feira, 15 de março de 2011

Nova entrevista com Ali Khalih para o Blog A mafia da Dança do Ventre.

Entrevista com Ali Khalih, solicitada ao Blog: A Máfia da Dança do Ventre, por Nanda Salima.





1)A quanto tempo você está no meio artístico?

Na dança árabe, profissionalmente estou a dez anos e na dança cigana desde os sete anos.
Estive envolvido a vida inteira com arte, tenho uma tia atriz, ela fez novela de rádio, teatro e TV, sempre me apoiou muito e desde pequeno me levava para assistir peças de teatro e dança!


2)O que te levou a escolher isso?


Eu costumo dizer que a gente não escolhe a dança, mas sim ela, nos escolhe!
É muito engraçado como as coisas acontecem, sou sincero em dizer que eu não “corri” atrás da dança não, simplesmente aconteceu!
Eu sempre fui um fanático por dança, desde bem pequeno, lembro de estar com 4 anos assistindo um filme com o Mikhail Baryshnikov e fiquei enlouquecido pulando em cima da cama e dizendo que queria ser bailarino!
Ali Khalih com 4 anos de idade.

Sempre estive envolvido com a dança cigana, pois a família da minha mãe é de origem cigana calón, realizei alguns shows na adolescência com a minha irmã, aos18 anos trabalhei na Faculdade de Belas Artes e mais uma vez estava envolvido com a arte!

Ali e sua mãe aos 15 anos.
Desenho de Ali Khalih da época que era modelo vivo na EMBAP - CTBA.



3)Como bailarino,como você  vê a dança no Brasil ?


Costumo dizer que o brasileiro tem a dança no sangue, em minha opinião é um dos povos mais ligados e talentosos no mundo da dança!
As bailarinas e bailarinos brasileiros são únicos! São apaixonados e realizam uma leitura magnífica da música! Além é claro do molejo que possuem já de berço!


4)Como bailarino de danças folclóricas,qual é a maior dificuldade que você encontra?


Minha maior dificuldade é estudar mais!
Este ano estou programando uma viajem ao Egito para poder estudar, ainda não existem no Brasil workshops somente para homens, mas estou providenciando isto, somente necessito que hajam cada vez mais homens interessados em se dedicarem a arte e quebrarem o próprio preconceito!


5)Como você vê esse aumento nas apresentações folclóricas masculinas?Isso seria decorrente de que?


Acho isto maravilhoso! Eu sempre apoiei muito meus amigos para fazerem aulas, falta bailarino no mercado!
Já enfrentei muitas dificuldades em encontrar bailarinos para fechar um show, por exemplo um casamento!
Pedem pelo menos 4 bailarinos para realizar o show e é muito difícil encontrar em cima da hora! Todos os bailarinos árabes têm a agenda sempre lotada!
Este crescimento a meu ver é decorrente do sucesso de grandes bailarinos, isto está ajudando os homens se encorajarem, pois quando realizamos shows, recebemos muitos elogios da classe masculina, além disso quase todos são namorados ou maridos de bailarinas, elas sempre estão os apoiando em fazer aulas.


6)Como você definiria o Ali artista e o Ali pessoa?


Existem dois Ali ?!!! RSRSRS!!! Pensando bem existem singelas diferenças, mas aí seriam mais Ali`s!
Por exemplo existe, o Ali professor, bailarino , marido, amigo, aluno, coreógrafo e por aí vai!
 Mas não encaro isto como mudança de personalidade, mas sim de postura! Fora isto.
Eu sou o que sou, em minha essência!
 Em qualquer lugar e com qualquer pessoa!

7)Falando um pouco de você,qual sua comida preferida,time de futebol,um filme,uma musica,um momento marcante,um sonho realizado,um sonho a ser realizado.

Comida: Culinária cigana! Sempre!
De preferência os assados e cozidos agridoces, que inclusive, sei preparar muito bem!
Time de futebol: Não sou ligado em futebol, mas como sou do sul, minha preferência é o Atlético Paranaense!
Filme: Sou um fanático por cinema europeu, amo a maneira que os cineastas mostram a beleza da simplicidade do dia a dia de uma pessoa simples!
Por ex: A Excêntrica Família de Antônia.
Música:  Clair de Lune de Debussy, esta música toca profundamente a minha alma! Sei que as pessoas acham estranho, quando falamos em morte, mas ela é a única coisa certa na vida, e o dia que eu desencarnasse, gostaria de ser enterrado com ela tocando!
E também é claro, não posso deixar de citar :
 Somewhere in time, música tema do filme “Em Algum Lugar do Passado”, que eu adoro.
Não citarei mais, diversas outras, porque a lista seria gigantesca!
Momento marcante: Foram muitos, mas os principais que me vêm à mente agora são: meu novado com a Jamili que ocorreu durante uma apresentação, no meio desta apresentação eu parei tudo, peguei o microfone e a pedi em casamento no meio do palco! Virou uma grande festa!
Mas eu tenho certeza de que outro momento muito marcante e importante em minha vida irá ocorrer ainda!Estamos planejando ter um filho no próximo ano!

Um sonho realizado: Dançar com a Lulu e também ter conhecido castelos medievais na Europa, sempre fui muito ligado a história. Amo viajar e possuía este sonho desde criança.


8)Como você acha que é visto da dança masculina no Brasil?


São poucos que conhecem a dança masculina, geralmente somente bailarinas sabem do que se trata, além disso há muita confusão com a dança do ventre, quando me perguntam sobre a minha profissão, já penso: “Nossa, lá vou eu dar uma palestra” , pois tenho que explicar tudo detalhadamente, mesmo assim quando termino de explicar as pessoas ainda perguntam: “Mas você sabe fazer aquilo com a barriga!” Rsrsrsrsrs!
Estes questionamentos ocorrem muito de pessoas de fora do mundo da dança!
Mas também, bailarinas ainda têm as suas dúvidas sobre a dança árabe masculina, por exemplo, quando eu dancei na estréia do programa do Gugu na Record, eu realizei uma dança performática moderna, com Fan Veil e Capa, muitas bailarinas queria saber que estilo era aquele, é uma performance para show!
O produtor do programa pediu esta performance por ser diferente e por causar um impacto maior!
A dança masculina é muito recente no Brasil, o folclore todos conhecem, mas existem outros estilos que entram no masculino e que não são dança do ventre!
Por exemplo: moderno, clássico ,performances e fusões.
Por isso estou realizando neste ano de 2011:


TITÃS


1º Festival de Bailarinos Árabes!


*Com grandes nomes da Dança Árabe Masculina de todo o Brasil!


DIA 06 DE AGOSTO DE 2011.

Teatro Adamastor Centro.

Avenida Monteiro Lobato, 734 - Guarulhos-SP. 

APOIO:

TITÃS Cia. de Dança e Arte.

REVISTA SHIMMIE.

JOB COMPANY.


GUIA ALIF.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A única bailarina no palco será a nossa grande MADRINHA!!! 

QUEM É?! 

SURPRESA!!!! 


9)Você tem outra profissão,ou você consegue viver da arte?

Sou formado em Administração de Empresas e também Aeronauta, como: Comissário de Bordo. Mas nunca exerci nem uma das duas profissões!
Vivo completamente da dança a muitos anos. E me sinto completamente realizado.



10)Já teve momentos em que você quis desistir de tudo?E o que fazer nessa hora?


Com certeza! Isto é perfeitamente normal, acontece com todos os profissionais das mais diversas áreas, não somente na dança, mas nós artistas somos mais sensíveis e nos abalamos com mais facilidade, devemos sempre lutar contra isso!
Nesta hora devemos estudar a fundo a causa disso, pode ser cansaço, devido muito trabalho, aulas, shows, workshops, neste caso FÉRIAS JÁ! Ou pelo mesmo um belo fim de semana de folga! Também a causa poderá ser depressão por falta de trabalho! Já neste caso, de ver reavaliada a maneira que o profissional está desenvolvendo o seu marketing e até mesmo reavaliar a qualidade da sua dança e de suas aulas!
Devemos estudar e nos aprimorar sempre!
A dança nunca para de evoluir e não existe no mundo bailarina ou bailarino perfeito!

11) Quem são suas inspirações? 

São muitos mas citarei os três principais, o bailarino Joaquin Cortes, o cantor Tarkan, e o grande mestre Mahmoud Reda.






12) Qual seu maior sonho no meio da dança?


Prefiro não chamar de “sonhos” mas sim de objetivos ou projetos!
E eles são muitos, somente esta vida será pouca para concluí-los!
Mas o meu objetivo principal é poder ajudar no crescimento e na formação de novos bailarinos árabes!
Estou me dedicando muito para isso, acabei de abrir uma turma de formação para bailarinos árabes em minha escola, são bailarinos iniciantes, mas estão desenvolvendo muito bem!
O Festival Masculino também está repercutindo muito , tenho grandes apoiadores, empresas e bailarinas que estão me dando a maior força para a realização deste Festival, estou convidando grandes bailarinos de todo o Brasil para participarem! E aguardo todos vocês lá! Apoiando a classe masculina da dança árabe!








13) O que vc acha deficiente no meio da dv no pais?

A formação, nos último 10 anos logo após a “Era Da Novela o Clone”, surgiram milhares de “profissionais”, muitos estudaram, se dedicaram e realmente viraram profissionais, mas infelizmente vejo uma grande quantia de professoras e bailarinas não preparadas para desempenhar tais funções, mesmo tendo 10 ou mais anos de carreira.
É necessário muito estudo, segurança e estar realmente pronto para poder dar aula, o mesmo eu digo para realizar um show e mais ainda para administrar Workshops!
O workshop é muito mais do que uma aula, é necessário que p profissional domine completamente o assunto abordado.
A meu ver, esta é a maior deficiência na dança em geral não somente no Brasil, mas sim no mundo!

14) O que vc acha de selos e padrões? Eles são importantes?
Eu os considero muito importantes!
Para o amadurecimento do profissional, a avaliação também é muito importante, mas para ter resultado é necessário estar preparado para ser avaliado e muita humildade para poder aprender!
Precisamos sempre de aperfeiçoamento e o selo de qualidade pode nos ajudar a alcançá-lo, porque o bailarino se dedica mais e estuda muito para poder conquistá-lo.
Mas o importante é conhecer a fundo a instituição que está oferecendo o certificado e analisar se ele estará acrescentando algo tecnicamente em sua dança e não somente algo para constar em seu currículo de dança.

15)Que conselho você daria a quem está começando agora?


Em primeiro lugar seja humilde eternamente, disciplinado e estude muito, forme desde cedo a sua identidade na dança, cuide da sua imagem em todos os aspectos e sempre tenha muita ética e respeito!
Tendo estes princípios você será um grande artista!
DESEJO MUITO SUCESSO ,LUZ, PAZ E VIDA !
À TODOS!!!!

Ali Khalih.